archive.php

Musculação emagrece? Mito ou verdade? Descubra!

Atualmente, é notório o crescimento da população interessada na prática de atividades e exercícios físicos. Com isso, a busca por academias crescem de forma alarmante. Todavia, ao iniciar o processo de inscrição em uma academia, você pode se sentir “perdido”. Afinal, são inúmeros exercícios que prometem tonificar e secar. Provavelmente, você já deve ter tido contato com os famosos exercícios aeróbicos, estes sempre indicados para o emagrecimento. Mas, você já parou para pensar se a musculação emagrece assim como esses exercícios?

Não importa o motivo pelo qual sua busca pelo emagrecimento começou. Fato é que, na busca pelo método ideal de perder peso, é bem provável que você tenha tido contato com inúmeras técnicas, tipos de exercícios e dietas. Desta forma, você deve ter ouvido falar sobre diversos métodos para emagrecer. No entanto, alguns deles podem ser estigmatizados e mistificados, o que ocorre com a musculação. Pensando nisso, descubra no post de hoje, se a musculação emagrece de verdade ou se é apenas mais um mito confirmado!

Normalmente, os treinos de musculação são indicados para quem quer ganhar massa muscular. No geral, os treinos fortalecem, potencializam e aumentam o tônus muscular. Além de definir e modelar o corpo.
Em suma, para descobrirmos se praticar musculação emagrece mesmo, antes é preciso entender alguns conceitos, como por exemplo, o que é e como funciona. Desta forma, é possível compreender melhor e descobrir se a modalidade de exercício pode ou não ajudar no processo de emagrecimento. Dito isso, confira a seguir.

 

O que é e como funciona a musculação?

Basicamente, a musculação é uma modalidade de treinamento físico, conhecida também como treinamento de força. Tendo como objetivo, o aumento do tônus muscular, força e aumento da potência física do praticante através do uso de pesos externos. A modalidade exige ainda, exercícios de elevada intensidade, diversas repetições e pode ser personalizada em treinos curtos, médios e longos.

Na prática, os exercícios de musculação, provocam algumas alterações neuromusculares. Ou seja, causam pequenas micro lesões na musculatura, sendo que, durante o período de descanso, ocorre o processo de recuperação, conhecido como “super compensação”.

Posteriormente à recuperação, as fibras musculares são reconstruídas e de certo modo, “programadas” pelo nosso corpo para serem mais fortes. Assim, somando-se vários desses episódios – a longo prazo – ocorre o que é chamado de hipertrofia. O que por sua vez, aumenta o tônus muscular.

Embora, os exercícios de musculação sejam de suma importância no preparo e condicionamento físico de atletas de diversos esportes, é importante diferenciá-la do fisiculturismo ou levantamento de peso. Uma vez que, a musculação é uma modalidade de exercícios e ambos os demais citados, são considerados modalidades esportivas.

Mas afinal, fazer musculação emagrece?

De um modo geral, todas as atividades físicas – se praticadas com regularidade e com o auxílio de uma boa alimentação – proporcionam a queima de calorias e consequentemente o emagrecimento. Nesta categoria, podemos incluir também a musculação.

Podemos dizer que, a musculação emagrece, pois, os exercícios executados com pesos, estimulam o ganho de massa magra e a substituição da gordura por músculos. Inicialmente, é bem possível que não seja observado uma perda de peso expressiva na balança. Todavia, com um treino adequado ao perfil do novo praticante, é possível observar a redução de medidas e bons ganhos estéticos à sua forma física.

Ademais, para que o corpo aproveite bem todos os benefícios da modalidade, é necessário um esforço moderado. Sendo que este, deverá ser gradualmente aumentado em sua intensidade. Isso porquê, o organismo tende a se acostumar com os exercícios executados, sendo preciso ajustar a carga e intensidade para que o corpo continue respondendo de forma satisfatória aos exercícios.

É importante destacar que, os resultados a serem obtidos não dependem exclusivamente do tipo, intensidade e carga do treino. Ou seja, outros fatores como por exemplo: condicionamento cardiorrespiratório, alimentação, hereditariedade e flexibilidade podem influenciar de forma positiva ou negativa nos resultados.

Sim, musculação emagrece! Agora, conheça outros benefícios

Além da queima de calorias, inúmeros outros benefícios da musculação podem ser observados, tanto para a saúde no geral, quanto para a aparência física. Assim, a execução das atividades bem orientadas, resultam no:

  • Aumento do metabolismo;
  • Prevenção da osteoporose (estimulando a produção de massa óssea);
  • Prevenção da diabetes;
  • Melhora na postura;
  • Melhora no condicionamento respiratório;
  • Diminuição da pressão arterial;
  • Aumento da flexibilidade;
  • Aumento do gasto calórico;
  • Combate de problemas emocionais;
  • Definição dos músculos – ajudando a modelar o corpo;
  • Auxiliando na prevenção de lesões, dores na costas, artrites e artroses;
  • Aumento da confiança e autoestima;
  • Promovendo o bem-estar físico e mental.

Como observado, a prática da musculação emagrece e promove diversos benefícios para a saúde. Transformando assim, corpo e mente. A seguir, entenda como é possível potencializar a queima de gordura através da musculação.

Como é possível queimar o máximo de calorias com a musculação?

Como dito anteriormente, praticar atividades físicas, assim como a musculação, resultam no gasto calórico. Logo, quando praticamos essas atividades, os gastos energéticos são divididos em duas fases. Sendo a primeira, quando ainda estamos praticando e a segunda quando estamos nos recuperando do treino.

No caso da musculação, o gasto calórico realizado durante o treino é tão considerável, quanto o gasto de energia para recuperar o corpo após os exercícios. Assim, ocorre um aumento significante do metabolismo e consequentemente ajuda no processo de emagrecimento.

Vale lembrar que, os diferentes tipos e métodos de treinamentos são potencializados quando auxiliados com uma alimentação balanceada e de acordo com o programa de emagrecimento escolhido.

Para potencializar a queima de calorias e garantir que a musculação emagrece mesmo, não deixe de executar corretamente os exercícios, evite exagerar na carga (já que o objetivo é fazer um treino contínuo com poucas pausas), diminua o intervalo de descanso para o máximo de 30 segundos e procure exercícios que utilizem grupamentos de músculos grandes, pois quanto mais músculos forem trabalhados, maiores serão os gastos calóricos na atividade.

Conheça 3 exercícios de musculação para emagrecer

Podemos dizer que, o melhor exercício de musculação para emagrecer, será aquele que exigirá mais do seu corpo e metabolismo. Sabe aqueles exercícios que te fazem mexer dos pés a cabeça? Então, é exatamente estes que irão te ajudar a perder peso.

Uma boa dica para potencializar o treino, é a utilização de halteres. Estes por sua vez, ajudam no processo de emagrecimento com a musculação. Para isso, você pode montar séries utilizando halteres e uma combinação de treinos de força e resistência. Assim, utilizá-los durante os exercícios para perder peso, garantirá um maior gasto calórico e desenvolvimento do tônus muscular. A seguir, conheça os 3 melhores exercícios para emagrecer com a musculação.

Agachamento

O agachamento é um exercício destinado aos membros inferiores. Todavia, ao utilizar cargas (barras e anilhas), pode-se trabalhar o corpo inteiro. Ao fazer isso, são muitos os músculos requeridos para executar o exercício, o que faz com que o corpo aumente a liberação de hormônios anabólicos, acelerando assim o metabolismo.

Supino

Já o supino, é considerado como um dos exercícios mais completos para definir e tonificar o peitoral, por se tratar de um exercício que movimenta muitos músculos dessa área. Normalmente, são utilizados volumes e cargas adequadas que geram a hipertrofia dos músculos do tríceps e deltóides. Logo, tonifica toda a região dos ombros, tríceps e peito e desta forma, proporciona um crescimento muscular satisfatório e equilibrado.

Remada unilateral com halteres

Considerado como um dos exercícios clássicos de musculação, a remada unilateral com halteres promove uma maior concentração de esforço no músculo a ser trabalhado e permite a compensação de eventuais desequilíbrios. Além disso, é um dos treinos hipertróficos mais eficientes indicados para tonificar os músculos das costas, permitindo ainda, diversas variações que podem estar ligadas à amplitude dos movimentos e cargas. O que por sua vez, potencializa a queima de gordura e consequentemente o emagrecimento.

Além dos citados, as diversas variações de agachamento, os exercícios de pulldown, levantamento terra entre outros, também são super eficientes na queima calórica e tonificação muscular.

Desmistificando a musculação na busca pelo emagrecimento

Antigamente, a musculação era estigmatizada como um treino destinado apenas àqueles que desejavam o máximo ganho muscular através da tonificação. Logo, não era nem de longe oferecida a mulheres, jovens, idosos ou portadores de necessidades especiais.

No entanto, com o avanço da ciência e diversos estudos, observou-se que o treinamento com força ofertava inúmeros benefícios para todos os setores da população, sem exceções!

Embora ainda haja muitos paradigmas a serem quebrados, estudos científicos comprovaram que a musculação além de ajudar na construção e desenvolvimento do tônus muscular, colabora para o aumento do metabolismo e ajuda no processo de emagrecimento. Logo, não só praticar musculação deixou de ser coisa de “fortão”, como passou a ser utilizada para a perda de peso.

Mesmo sabendo que a musculação emagrece, pode ser que você não abra mão dos exercícios aeróbicos e tudo bem. Fato é que, nenhuma prática de nenhum tipo de treino em específico anula o outro. Portanto, ambos proporcionam benefícios distintos e cada qual permitem adaptações que favorecem a perda de peso e a tonificação muscular. Além disso, podem ser combinados e potencializar os resultados desejados.

Exercício aeróbico depois da musculação emagrece?

Exercício aeróbico depois da musculação emagrece?

Primeiramente, antes de entrarmos no quesito se o exercício aeróbico depois da musculação emagrece, ou ainda se ele deve ser feito antes da musculação, é preciso definirmos bem o que é e como funciona cada exercício.

Sabemos que, além de uma dieta equilibrada para que tenhamos sucesso durante o processo de emagrecimento, é preciso definir um bom programa de exercícios físicos. E obviamente para conseguir um resultado satisfatório, não basta sair por aí fazendo exercícios a esmo. É preciso organizar a rotina de exercícios de forma efetiva e que proporcione o melhor resultado de acordo com o objetivo almejado.

Pensando nisso, criamos esse post afim de te ajudar a descobrir a melhor forma e melhor momento de praticar determinado exercício e fazer com que você consiga alcançar o seu objetivo. Além disso, iremos discutir uma dúvida que muitos têm: o exercício aeróbico depois da musculação emagrece? E falaremos também qual o melhor momento para realizá-lo.

Para isso, iniciaremos uma breve descrição sobre o que é exercício aeróbico e o que é o exercício anaeróbico. Além de descobrirmos como cada tipo de exercício atua em nosso organismo e qual a melhor forma de organizá-los. Assim, você descobrirá se o exercício aeróbico depois da musculação emagrece e a vantagem de praticá-lo neste momento.

O que é exercício aeróbico?

Em suma, os exercícios aeróbicos são aqueles em que o nosso corpo utiliza o oxigênio durante o processo em que se gera a energia dos músculos. No geral, esses tipos de exercícios trabalham com uma variedade de grupos musculares de forma rítmica, onde por sua vez elevam os batimentos cardíacos e a respiração durante um tempo. Seus principais objetivos são:

  • Aumento do metabolismo;
  • Perda calórica;
  • Melhora na capacidade respiratória;
  • Aumento do fluxo sanguíneo dentro dos músculos.

No geral, os exercícios aeróbicos são contínuos, prolongados e realizados com movimentos não muito rápidos. Em síntese, a duração e velocidade dos movimentos são fatores que podem ser manipulados para caracterizarem o exercício como leve, moderado ou intenso. Alguns exemplos entre muitos são: correr, andar, nadar, dançar ou pedalar.

Os exercícios aeróbicos são super benéficos para a nossa saúde, pois melhoram a oxigenação dos tecidos, aumentam nossa expectativa de vida, fortalece o coração e pulmão e previne doenças como: osteoporose, artrite, diabetes tipo 2, derrame, pressão alta, doenças cardiovasculares e muitas outras. Além é claro, de nos ajudar a perder aqueles quilinhos indesejados.

Exercício aeróbico depois da musculação emagrece corrida

O que é exercício anaeróbico?

Por sua vez, os exercícios anaeróbicos são os exercícios que trabalham diversos grupos musculares em um constante e determinado período. Esse tipo de exercício consiste em realizar movimentos rápidos e de alta intensidade. Além de exercícios que aumentam e melhoram a resistência, força e massa muscular.

Um dos exemplos mais conhecidos desse tipo de exercício, é a musculação. No geral, são exercícios muito utilizados por atletas que precisam desenvolver força e construir massa muscular. Tendo como principais objetivos:

  • Melhora da postura;
  • Auxilio na perda de peso;
  • Modelagem do corpo;
  • Metabolismo acelerado;
  • Melhora na resistência;
  • Aumento da força e massa muscular.

Basicamente, quando praticamos exercícios como os de musculação, nosso corpo utiliza principalmente o carboidrato como principal fonte de energia (diferente dos exercícios aeróbicos que utilizam o oxigênio). Desta forma, mesmo após finalizar os exercícios, as células do nosso corpo, continuam a queimar calorias. Logo, as atividades anaeróbicas, como a musculação, são bastante indicadas para pessoas que têm como objetivo perder peso.

Embora haja a eliminação de gordura, é preciso frisar que nem sempre isso se reflete na balança. Já que, nesse caso, ocorre a substituição da gordura por massa magra. Logo, essa massa adquirida, tende a ser mais pesada do que a gordura.

Exercício aeróbico depois da musculação emagrece

O que diz a ciência quanto a combinação dos exercícios aeróbicos e anaeróbicos?

De acordo com o estudo Hearty, onde participaram mais de 300 adolescentes com sobrepeso, ambos os exercícios (aeróbicos e anaeróbicos) são eficazes no processo de emagrecimento.

Todavia, o estudo mostra ainda que a perda de gordura é significativamente maior com a combinação de ambos. Durante o estudo, constatou que essa combinação reduziu a porcentagem de gordura corporal nos adolescentes, se comparado aos exercícios praticados isoladamente. Além de melhorar o sistema energético, a capacidade metabólica, a aptidão cardiorrespiratória, ter o aumento da massa muscular e/ou alterações qualitativas na massa muscular esquelética.

Dito isso, combinar os dois exercícios irá potencializar o seu treino e promover o emagrecimento. Agora que já sabemos que a combinação desses dois exercícios potencializam a perda de peso, será que o exercício aeróbico depois da musculação emagrece? Confira a seguir!

Praticar exercício aeróbico depois da musculação emagrece?

Segundo o especialista em nutrição, modelo fitness e apresentador Obi Obadike, o mais indicado é que os exercícios aeróbicos sejam executados após o treino de musculação (segundo explicou em artigos publicados no site Body Building).

Mas, será que a prática de exercício aeróbico depois da musculação emagrece? E como isso de fato ocorre?

Assim como visto anteriormente, os exercícios de musculação queimam carboidratos para gerarem energia durante a prática do exercício. Por sua vez, os exercícios aeróbicos queimam o oxigênio. Para que possamos perder peso, é preciso que o nosso metabolismo utilize a gordura armazenada como principal fonte de energia. Mas afinal, como fazer isso?

Bem, antes de queimar gordura, nosso corpo precisa acabar com as reservas de glicogênio. Em suma, o glicogênio é uma substância essencial para a produção de energia (que será metabolizada nas células). Sendo ela, encontrada nos músculos e fígado.

Durante o treino de musculação, nosso organismo é capaz de metabolizar todo o glicogênio armazenado em nosso corpo. Logo, após o treino, nosso corpo estará “mais disposto” a eliminar as gordurinhas extras acumuladas durante a prática dos exercícios aeróbicos. Dito isso, podemos afirmar que sim, a prática de exercício aeróbico depois da musculação emagrece!

Além disso, dado ao fator conhecido como EPOC (em inglês: Excess Post Exercise Oxygen Consumption), ou seja, quando ocorre o consumo excessivo de oxigênio após a prática de exercício. O EPOC, faz com que o nosso corpo continue a queimar calorias mesmo depois de 48h após o treino.

Como o fator ocorre em taxas muito maiores durante a prática da musculação, se comparado à prática de exercícios aeróbicos, é muito mais benéfico que você esteja mais disposto na hora de realizar a musculação. Dito isso, os resultados serão mais satisfatórios se os exercícios aeróbicos vierem depois.

O que ocorre ao praticar o exercício aeróbico antes da musculação? É possível emagrecer?

Podemos dizer que este certamente é um assunto que levanta discussões entre os profissionais do mundo fitness. Enquanto alguns especialistas defendem que é melhor praticar os exercícios aeróbicos depois da musculação, há os que acreditam que praticá-los antes é muito mais benéfico. Todavia, uma coisa em que todos eles entram em um consenso, é que tudo irá depender do objetivo almejado. Ou seja, depende muito do que cada aluno têm como meta, seja perder peso ou ganhar massa muscular.

Caso você opte por realizar os exercícios aeróbicos antes da musculação, você certamente perderá a vantagem do fator EPOC (explicado anteriormente). Isso porquê, você gastará primeiro as reservas de glicogênio que deveriam ser gastas pela musculação e afetará o seu rendimento. Por outro lado, terminar o treino com os exercícios aeróbicos irá fazer com que você encerre o dia mais bem disposta.

Embora mesmo que seja possível emagrecer, segundo estudos, praticar o exercício aeróbico depois da musculação emagrece de forma mais eficiente. Podemos dizer que, em termos de saúde, o ideal é que você aproveite bem os exercícios de cada modalidade. Sendo que cada uma delas, possui diversos benefícios para a sua saúde e podem garantir um melhor desempenho. E consequentemente um melhor resultado no processo de emagrecimento.

HIIT: Uma combinação de exercícios aeróbicos curtos e intensos para emagrecer

Você já ouviu falar sobre o HIIT (em inglês, High-Intensity Intermittent Training, ou na tradução, Treinamento Intervalado de Alta Intensidade)? Os exercícios HIIT, foram criados com base em estudos que apontaram que: sessões de exercícios aeróbicos curtos, mas com alta intensidade, são mais eficientes no quesito “queimar gordura”. Isso se comparado à prática de exercícios aeróbicos de baixa intensidade e longa duração.

Assim, os princípios do HIIT é combinar períodos de atividades muito intensas com períodos de estímulos leves. De acordo com especialistas, a ideia é fazer com que o metabolismo acelere e que o corpo continue queimando calorias durante todo o dia. O que difere do treino aeróbico de baixa intensidade.

Para realizar o HIIT, é preciso seguir as seguintes diretrizes:

Primeira e segunda semana – Fase 1

Faça 15 segundos de exercícios de alta intensidade, seguido de 60 segundos de descanso ou exercícios de baixa intensidade. Um exemplo: 15 segundos de corrida e 60 segundos de caminhada. Desta forma, você estará seguindo a razão 1:4. Repita o processo até totalizar 15 minutos de treino.

Terceira e quarta semana – Fase 2

Faça 30 segundos de exercícios de alta intensidade, seguido de 60 segundos de descanso ou exercícios de baixa intensidade. Desta forma, você estará seguindo a razão 1:2. Repita o processo até totalizar 17 minutos de treino.

Quinta e sexta semana – Fase 3

Faça 30 segundos de exercícios de alta intensidade, seguido de 30 segundos de descanso ou exercícios de baixa intensidade. Desta forma, você estará seguindo a razão 1:1. Repita o processo até totalizar 18,5 minutos de treino.

Sétima e oitava semana – Fase 4

Faça 30 segundos de exercícios de alta intensidade, seguido de 15 segundos de descanso ou exercícios de baixa intensidade. Desta forma, você estará seguindo a razão 2:1 de treino. Repita o processo até totalizar 20 minutos de treino.

Normalmente, a grande maioria das pessoas preferem utilizar as técnicas de HIIT com uma combinação de corrida e caminhada. Todavia, esse tipo de treino pode ser realizado para bicicleta, nado, dança, corda e inúmeras outras atividades. Isso depende do que você gosta de fazer. Ou seja, você pode escolher atividades que são prazerosas para você e aproveitar todos os benefícios dos exercícios.

E você? Já sabia que o exercício aeróbico depois da musculação emagrece mesmo? Deixe aqui nos comentários o que você achou e não deixe de compartilhar com as suas amigas!