O que comer no pré e pós treino

O que comer no pré e pós treino?

Para realizar um treino com qualidade e eficiência, vários fatores devem ser levados em consideração: a realização correta dos exercícios, a intensidade de cada atividade e a periodicidade da prática. Mas você sabia que a alimentação no pré e pós treino também impacta nos resultados?

Para que você consiga resultados a longo prazo, é importante ter disciplina para realizar os exercícios, bem como investir na qualidade da alimentação. Assim, é fundamental saber o que comer antes e depois do treino. Confira, neste conteúdo, algumas dicas.

Por que a alimentação é importante para o resultado do treino?

Comer corretamente antes e depois do treino impactará nos resultados. Afinal, tudo que é ingerido pelo organismo serve de substrato e fonte de energia para as células ou é armazenado no tecido subcutâneo como gordura. Assim, a alimentação correta vai ajudar na liberação de hormônios e na frequência de consumo desses alimentos.

Com uma dieta adequada aos seus objetivos, ficará mais fácil pro corpo queimar gordura, se esse for o seu objetivo, ou facilitar o metabolismo anabólico para ganho de massa muscular. Além disso, a alimentação antes de treinar afasta as chances de mal-estar e queda do nível de açúcar no sangue e aumenta a performance dos exercícios. Já alimentação no pós treino restabelece as reservas de energia e fornece nutrientes para recuperação muscular.

O que comer no pré e pós treino?

O que comer no pré e pós treino tem relação direta com os objetivos. Assim, a melhor alternativa é consultar um nutricionista e alinhar todos esses detalhes, pois alguém com objetivo de perda de peso deve ter dieta diferente de alguém que precisa ganhar massa muscular, por exemplo. Entenda melhor!

Pré treino

Quando o objetivo é perder gordura, deve-se ingerir um pequeno lanche, cerca de 40 min a uma hora antes, para ajudar o corpo a recorrer às reservas de gordura como fonte de energia.  Já no caso de pessoas que querem ganhar massa muscular, o pré treino deve ser composto de um lanche com carboidratos e proteínas. O primeiro é digerido mais rápido e abastece o corpo com energia, preservando o glicogênio muscular e hepático, o segundo fornece aminoácidos suficientes para a prática do exercício.

Veja algumas opções de alimento:

  • iogurte natural;
  • pão integral;
  • ovo cozido;
  • barra de proteína;
  • vitaminas;
  • um copo de leite;
  • batata doce;
  • uma fruta, como banana, laranja, abacate ou maçã.

Pós treino

Depois do exercício, é importante oferecer insumos para o corpo se recuperar. Assim, a nutrição pós-treino deve repor o estoque de energia e suprir o corpo com proteína suficiente para evitar a quebra da proteína muscular e estimular a síntese dos músculos. Invista em alimentos com proteínas de alta qualidade e carboidratos. Veja algumas opções:

  • shake com whey protein;
  • pão integral com pasta de amendoim;
  • omelete com legumes;
  • peito de frango;
  • macarrão integral;
  • mandioca/batata doce;
  • frutas vermelhas.

Vale ressaltar que durante o exercício é necessário se manter hidratado. Em geral, a água é suficiente, mas em casos de exercícios mais intensos como uma maratona a ingestão de isotônico pode ajudar no restabelecimento dos sais minerais perdidos.

Portanto, podemos concluir que a alimentação no pré e pós treino é fundamental para bons resultados. Contudo, é necessário acompanhamento profissional para fazer as escolhas certas. Gostou do nosso conteúdo? Tem alguma dúvida sobre esse tema? Deixe o seu comentário no post para podermos te ajudar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *