Entenda o que é o treino funcional!

O treino funcional tem ganhado cada vez mais adeptos dentro das academias. Essa prática é uma ótima alternativa, pois possibilita que alunos de todos os níveis de condicionamento físico, realizem exercícios dentro de suas possibilidades individuais. 

Com o treinamento funcional, é possível trabalhar os músculos de forma integrada e utilizar os movimentos naturais do corpo para melhorar a resistência, capacidade cardiorrespiratória, força, coordenação motora e agilidade do aluno. Para entender melhor sobre esse tipo de exercício, convidamos você a ler o conteúdo até o final.

O que é o treino funcional? 

O treinamento funcional teve início na reabilitação física e tinha como foco a recuperação de pacientes após uma lesão. A partir disso, o uso de exercícios específicos foi  desenvolvido e levado para dentro das academias, deixando de ser restrito a pacientes em recuperação. 

Nas academias, existem diversos aparelhos que trabalham grupos musculares específicos, sem que o praticante precise pensar muito para realizar o exercício. No caso do treino funcional, são utilizados alguns acessórios e o peso do próprio corpo, apresentando uma complexidade maior na hora da execução.

Assim, as ações do treinamento funcional se baseiam nos movimentos naturais realizados pelo corpo, como agachar, correr, saltar e pular. Dessa forma, podemos dizer que esse tipo de treino possibilita um desenvolvimento corporal mais homogêneo. 

Quais os exercícios fazem parte deste treinamento? 

Como dissemos no início, qualquer pessoa pode praticar o treino funcional, mas é importante o acompanhamento de um profissional. Assim, ele poderá indicar e acompanhar quais séries são mais indicadas para cada aluno. Para os iniciantes, os exercícios funcionais podem ser, gradativamente, inseridos em uma série regular de musculação. 

É possível começar a trabalhar o centro do corpo e depois inserir treinos de bases instáveis. Eles melhoram a reação do corpo com relação a uma adversidade, melhorando a coordenação e a propriocepção. Os exercícios mais comuns são: agachamento, polichinelo, afundo, prancha escalador, prancha tocando o ombro, flexão, corrida estacionária e abdominal. O ideal é que eles sejam realizados movimentando várias articulações ao mesmo tempo, com foco nos grupos estabilizadores do quadril, coluna e ombro. 

Dessa forma, podemos perceber que o treino funcional é uma modalidade bem completa, que pode lhe ajudar a conquistar seus objetivos mais rapidamente. Contudo, antes de iniciar qualquer prática esportiva, faça uma avaliação com um profissional de Educação Física e entenda quais os exercícios mais indicados, conforme suas metas e histórico.

Gostou do nosso conteúdo? Tem alguma dúvida? Deixe o seu comentário no post.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *