bioimpedância

Bioimpedância: o que é e por que é importante para o treino?

Se você já treinou em uma academia ou realizou uma consulta com nutricionista, provavelmente, se submeteu ao exame de bioimpedância. Esse teste disponibiliza informações sobre a composição corporal do indivíduo, indicando a quantidade aproximada de músculo, osso e gordura. A partir desses dados, a Nutricionista e o Profissional de Educação Física, poderão criar planos de treino e dietas alinhados às necessidades específicas de cada um.

O indicado é que esse exame seja feito antes do início da prática de exercícios. Assim, periodicamente, o aluno deverá fazer esse e outros exames novamente, a fim de identificar se os treinos estão ajudando na evolução da composição corporal.

Se você se interessou por esse assunto e quer entender melhor sobre tema, leia o conteúdo até o final.

O que é o exame de bioimpedância?

Como explicamos acima, o exame de bioimpedância serve para medir a composição corporal. Com balanças especiais, é possível, por meio de impulsos elétricos, verificar a quantidade de músculos, gordura, densidade óssea, gordura visceral e taxa de metabolismo basal. Essa taxa refere-se à quantidade de calorias gastas pelo corpo para seu funcionamento.

Com ajuda de uma placa de metal, a corrente viaja facilmente pelos líquidos do corpo. No caso da gordura e dos ossos, que possuem pouca água, a corrente tem maior dificuldade de percorrer. Dessa forma, a partir dessa diferença, a balança consegue realizar o cálculo da quantidade correta de cada um.

Todos esses dados são baseados em informações primárias que devem ser registradas na balança, como sexo, altura, idade e prática de atividade física da pessoa. Com esses dados, os profissionais conseguem calcular o IMC, quantidade de massa magra e outros dados para criar um treino para o usuário. Atualmente, a bioimpedância é considerada um dos métodos mais confiáveis de medição, até mais que o adipômetro.

Para garantir que o exame indique os valores corretos, é importante ir com roupas leves. Além disso, evitar comer, beber café ou fazer exercícios físicos até 4 horas anteriores ao exame. É necessário também beber cerca de 1 litro de água nas duas horas que antecedem o exame, bem como não ingerir bebidas alcoólicas nas 24 horas antes do teste. Ao seguir essas dicas, é mais provável que os resultados estejam alinhados com a situação real do aluno.

Por que esse exame é importante para o treino?

Ao realizar o exame de bioimpedância, fica mais fácil para o Profissional de Educação Física criar um plano correto de treino. Além disso, ele consegue entender melhor quais são os pontos fracos da pessoa que merecem melhorias. Há problemas que não são vistos externamente e que somente o exame consegue avaliar, por exemplo, os falsos magros. Visualmente essas pessoas não parecem estar acima do peso. Contudo, ao fazer o exame de bioimpedância, percebe-se que o percentual de gordura é muito maior que o de massa magra.

Portanto, o exame de bioimpedância é essencial para que o Profissional de Educação Física possa avaliar o indivíduo e ponderar suas limitações físicas e hábitos de exercícios. O exame também mostrará se o treino deve ter foco na perda de peso, ganho de massa magra ou melhora do condicionamento físico, por exemplo.

Na Monday Academia,  oferecemos o Acompanhamento Performance. Nele, o aluno, primeiramente, fará uma consulta com a nossa Nutricionista Vanessa Garrote (parceira Nutriom), que realizará o exame de bioimpedância para avaliação. Com esses dados em mãos, ela poderá avaliar a situação atual da pessoa.

Depois, o aluno é encaminhado para um Profissional de Educação Física, que analisará os resultados e conversará com a pessoa para entender as suas particularidades. Assim, o profissional desenvolverá um programa personalizado, levando em consideração a situação do aluno fisicamente, sua disponibilidade de horários para treinar e seus objetivos com o treino. Passados 2 meses, o aluno retorna à Nutricionista, a fim de entender as melhoras com a atividade física. Depois, cria-se um novo programa com a ajuda do Profissional de Educação Física para o próximo ciclo.

Assim, podemos concluir que não só a bioimpedância como o acompanhamento de profissionais é preponderante para treinos com resultado. Se você gostou deste conteúdo e não quer perder nenhuma novidade da Monday Academia, se inscreva na nossa newsletter!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *