A musculação melhora a postura?

Musculação melhora a postura?

Musculação melhora a postura?

A musculação melhora a postura?

Em suma, uma postura incorreta pode causar diversos problemas de saúde, como dores na região lombar, costas, pescoço, fadiga e até mesmo hérnia de disco. Por isso, a busca por exercícios que melhoram a postura tem sido cada vez maior. Basicamente, uma boa postura tem o poder de eliminar tais dores, melhorar a digestão (já que descomprime o intestino), ajudar na oxigenação do corpo, diminuir riscos de lesões e melhorar a aparência. Os exercícios são grandes aliados na busca por uma postura melhor. Desta forma, uma dúvida muito frequente entre quem deseja a melhora, é se a musculação melhora a postura também.

No geral, a musculação quando praticada de forma correta, bem orientada e com uma boa alimentação, traz inúmeros benefícios ao praticante. Não é à toa que é uma das atividades mais praticadas no mundo todo em uma academia. De modo geral, a musculação é vista por muitos somente como uma maneira de aumentar a massa muscular e definir. No entanto, seus benefícios vão muito além disso, atuando também na melhora da saúde em geral, na qualidade de vida e no aumento da performance esportiva. Além é claro, de definir e fortalecer a musculatura do corpo todo.

Além do mais, a musculação quando praticada regularmente, melhora a produção de substâncias como: a endorfina, a dopamina, a noradrenalina e a serotonina. Estas substâncias são responsáveis por fornecer e prolongar a sensação de bem-estar, felicidade e prazer. É importante ressaltar, que a prática deve ser acompanhada por um profissional, afim de evitar lesões e conquistar resultados desejáveis e satisfatórios.

A seguir, descubra o que é musculação, como funciona, se melhora a postura, benefícios e dicas de como executar os exercícios de forma correta. Assim, você poderá descobrir se a musculação melhora a postura e ainda como praticar e evitar as temíveis lesões. Confira!

O que é e como funciona a musculação?

Em suma, a musculação é uma modalidade ou meio de treinamento caracterizada pela utilização de pesos e máquinas sistematizadas. Os equipamentos mais comuns são: barras, halteres, anilhas e máquinas. Esses equipamentos, possuem como objetivo predominante o ganho e treinamento da força muscular. O uso do próprio peso também é bastante utilizado. Basicamente, a musculação com pesos é um tipo de treinamento de resistência, podendo variar cargas, amplitude, controlar velocidade e tempo de contração. As principais formas de aplicação são:

  • Isométrica, quando a contração é mantida;
  • Isocinética, com velocidade angular constante;
  • Isotônica, quando há alternância de contrações concêntricas e excêntricas.

Além disso, a musculação pode ser contínua ou intervalada, leve, moderada ou intensa, bem como com a combinação de recursos aeróbicos ou anaeróbicos. As diversas combinações e possibilidades permitem ao praticante exercitar o corpo de inúmeras formas, tornando a prática uma modalidade física bastante versátil. Podendo inclusive ser praticada por pessoas de diversas idades, com diferentes objetivos.

Todavia, para obter resultados satisfatórios, é preciso que o praticante dependa do princípio de sobrecarga progressiva dos músculos. Ou seja, deve-se forçar os músculos para que estes causem a hipertrofia muscular. Esse processo pode ser acelerado com a ingestão de mais nutrientes, forçando o organismo a entrar em um estado anabólico.

Ademais, é de senso comum que ao praticar a musculação, os músculos dos nossos corpos crescem e são definidos. Isso acontece, porque o exercício produz enzimas que destroem as proteínas dos músculos. Posteriormente, nosso corpo inicia o processo de recuperação e para superar o desgaste e evitar futuras privações, nosso organismo repõe um pouco a mais do que se foi gasto. O que por sua vez, faz aumentar o volume do tecido muscular. Todavia, o sucesso da prática da musculação requer rotina, nutrição adequada, séries, repetições, manipulação de pesos e pausas.

A musculação melhora a postura?

Em resumo, nosso corpo é preenchido predominantemente por gordura e músculos. Todavia, a gordura é disforme e quando em excesso causam inúmeros problemas de saúde, além de deformar o corpo. Já os músculos são os responsáveis por dar forma ao corpo. Todavia, para se obter um corpo modelado e músculos definidos é preciso trabalhá-los. Portanto, a musculação é a mais procurada para tal finalidade.

Agora vamos ao que realmente te trouxe até aqui, de fato, a musculação melhora a postura? A resposta para essa pergunta é bem simples: Sim! Basicamente, ao desenvolver e trabalhar a musculatura, você também irá notar uma melhora na sua postura. Isso porque, são os músculos que sustentam os nossos ossos. Por isso, é muito comum ver pessoas magras e altas curvadas.

Embora a musculação possa ajudar, para que você consiga melhorar a postura através da modalidade, é preciso identificar os músculos que estão contraídos, tensionados e/ou muito relaxados. Assim, você saberá exatamente quais fortalecer e quais deverá alongar. Por exemplo, uma pessoa com ombros caídos, provavelmente está com os músculos das costas relaxados, enquanto os músculos do peitoral estão contraídos. Neste caso, deverá fortalecer os músculos das costas e alongar os do peitoral. Com a prática regular, o praticante irá notar a melhora da postura, além de muitos outros benefícios.

Desta forma, de uma maneira em geral, a musculação melhora a postura e ainda traz outros benefícios como: vida mais saudável, melhor definição e tônus muscular, uma aparência jovial e muitos outros que descobriremos nos próximos tópicos. A seguir, conheça os principais benefícios da musculação e posteriormente os tipos de exercícios de musculação para melhorar a postura e a importância de praticá-los de fora correta.

Motivos para praticar e benefícios da musculação para a sua saúde

Além dos benefícios já conhecidos e comentados brevemente nos tópicos anteriores, a musculação melhora a postura, mas não para por aí. Outros benefícios da musculação são:

  • Coração saudável: em treinos com maior volume, peso, intensidade e pouco tempo de descanso, nosso coração é forçado a trabalhar pesado. Desta maneira, ocorre a vasodilatação, o fluxo sanguíneo aumenta consideravelmente e a pressão arterial diminui. Assim, a musculação melhora a postura e ajuda na prevenção de doenças cardíacas.
  • Ossos mais fortes: diversos estudos científicos comprovam que a prática da musculação também aumenta a densidade óssea. Diminuindo assim, o risco de fraturas e ajudando na prevenção da osteoporose. Todavia, uma alimentação rica em cálcios e vitamina D também são fundamentais para a saúde dos ossos.
  • Libido lá em cima: basicamente, a prática da modalidade favorece a liberação de testosterona, hormônio este, essencial para a manutenção da libido entre outras funções relacionadas a vida sexual. Além também de melhorar a auto estima, o humor e aumentar os níveis de energia!
  • Qualidade do sono: outro benefício bastante interessante da musculação, é que a prática, diminui o estresse do dia a dia e a ansiedade, que junto ao cansaço físico acabam favorecendo uma boa noite de sono. Porém, praticá-la antes de dormir, não é recomendado, uma vez que poderá ter o efeito inverso e atrapalhar o seu sono. A prática também funciona como um antidepressivo, já que aumenta o nível de energia, causa impactos positivos no humor, aumenta a disposição e prolonga a sensação de bem-estar físico e boa saúde no geral.

Além dos benefícios citados, a modalidade alonga as articulações do corpo, deixa a pele mais firme (sumindo com as temíveis celulites), emagrece, ajuda na prevenção do diabetes, auxilia na reabilitação física e previne problemas muscoesqueléticos, como por exemplo, tendinite, bursite ou hérnia de discos.

Como a musculação melhora a postura: dicas de cuidados e fortalecimento

A musculação melhora a postura, mas é preciso ter cuidado ao praticar. Os alongamentos também são bastante importantes, ajudam a alongar as fibras musculares e na prevenção do encurtamento delas. Desta forma, o músculo consegue se estender por completo, incluindo as articulações, o que por sua vez, ajuda no controle da postura.

Além de melhorar a aparência, o tônus muscular também aumenta o tamanho do músculo e consequentemente a força. Todavia, não depende apenas disso, mas da capacidade do cérebro em recrutar o maior número de fibras musculares. Logo, quanto mais fibra muscular, mais forte você irá ficar.

No entanto, fale ressaltar que os exercícios de fortalecimento devem ser feitos sempre com cuidados, principalmente com pesos e equipamentos. Uma carga muito alta pode ocasionar em sérias lesões, causando um resultado nada satisfatório.

Importante ressaltar que, durante a contração muscular entre as séries, deve-se controlar a respiração, para que a absorção de oxigênio pelo músculo possa prevenir a fadiga muscular e melhorar a performance cognitiva.

Como evitar lesões durante os exercícios

Embora a prática ajude muito, o acompanhamento de um profissional é fundamental para que os exercícios e movimentos sejam realizados corretamente. Por exemplo, ao realizar exercícios em pé, deve-se distribuir o peso corporal para construir uma boa base. Para isso, os joelhos devem estar levemente flexionados, o pescoço estendido, a cabeça no ângulo natural, o quadril encaixado e a coluna ereta. Já no caso de exercícios sentado, a cabeça deve ser mantida reta, o pescoço estendido, a coluna ereta na vertical e os quadris encaixados flexionando os joelhos em um ângulo de 90°, mantendo sempre os pés bem firmes no chão. E por fim, para os exercícios deitados, o pescoço, a coluna, o quadril e as coxas devem estar sempre estendidos flexionando os joelhos com os pés firmes no chão.

Em conclusão, a musculação melhora a postura. No entanto, manter uma boa postura ao longo do dia é fundamental, mas ao praticar qualquer atividade física é crucial. Já que se posicionar de maneira errada, levantar peso ou realizar movimentos incorretos podem causar lesões e efeitos contrários aos desejados. O que por sua vez, resultará em dores musculares ou lesões sérias. Portanto, o treino deve ser personalizado, acompanhado e ajustado de acordo com cada praticante, respeitando seus limites e favorecendo a realização de movimentos controlados, precisos e efetivos.